As polêmicas golas em V

29/07/2010 § 3 Comentários

Rapazes do meu Brasil, vocês precisam fazer as pazes com a gola em V. Como toda peça de roupa, tudo que ela exige é um pouco de bom senso. Há uma linha tênue entre o moderno e o nojento e, na minha opinião, o que divide os dois é a altura da gola. 

Mesmo se o Fiuk fosse malhadíssimo e tivesse uma clavícula que dá vontade de morder, essa gola ainda não funcionaria.

 Muita gente comenta a quantidade de pelos no peito, a formação óssea, o tamanho do ombro e, é claro, a boa forma do sujeito. Eu acho que todos esses fatores podem ajudar ou atrapalhar, mas são todos bem relativos. 

Moça sem peito não pode usar decote, agora? (Se é que vocês me entendem.) E eu, pessoalmente, não gosto de peitorais depilados. Homem tem que ter pelo, não tem, gente? Bom, mas eu estou me distraindo. 

“Gola em V” só diz respeito ao formato da gola, o que significa que ela pode ser tanto próxima ao pescoço quanto charmosamente mais para baixo. O essencial é não deixar que esse “charme” vire algo duvidoso. E isso se aplica às golas redondas também, que podem ser tão para baixo quanto as em V. 

Alexander Skarsgard e o seu decote redondo.

 E essa perfeição de homem é um ótimo exemplo disso. A gola, do jeito que está, dá um “algo a mais” que atualiza a camiseta. Mas, se fosse um pouco mais para baixo, já seria de mau gosto. E olha que não dá para botar defeito nem na clavícula, nem nos ombros, nem no peitoral, nem em absolutamente nada.

Milan V, capturado pelo Sartorialist.

Esse ex-modelo também é uma boa inspiração. A gola também está no limite: funciona muitíssimo bem no conjunto, mas um centímetro a mais e ele pareceria um bicheiro de Miami. Já tem até o bronzeado para combinar.

O que me lembra: colares e correntes chamativas também pendem para o lado do exagero. No nosso amado vampiro Eric, a corrente é bem tranquila e não briga com a gola da camiseta. Se ela fosse em V, no entanto, seriam duas linhas em V se sobrepondo.

Existem diferentes cortes de golas em V, gente. Ninguém precisa ficar de fora. Só vale pensar direito no quanto do seu corpo é aceitável mostrar.

Anúncios

Novos jeitos de usar: Camisa Jeans

29/07/2010 § Deixe um comentário

Camisas jeans estão aí faz um tempinho. As mais larguinhas e claras continuam tendo a preferência. Todo mundo já usou com legging, skinny e com as jeggings. E vai continuar usando, porque ainda é bacana.

Fuçando por aí, vi novas maneiras de usar que também são lindas e dão aquela atualizada na tendência:

Eu excluiria a tiara de oncinha, mas olha como a camisa jeans virou um coadjuvante bacana, a bermuda com a cintura no lugar também não poderia ser mais atual. Também adorei os vários anéis delicados na mesma mão.

De novo fechadinha, mas sem nada por baixo e fazendo dupla com uma saia de plumas que deve continuar por aí. Adoro muito a manga dobradinha feita para parecer que foi de qualquer jeito, super equilibra com a saia arrumadinha.

Usar camisa jeans como vestido funciona super, mas com meia opaca se ele for curtinho. Usar sobre um vestido também é bacana, para aquele dia que esfria e esquenta.

Estou apaixonada por esse vestido+camisa+chapéu+óculos nerd. Já pode sair assim amanhã?

Tendência: bolsa marrom e comprida

29/07/2010 § 1 comentário

Esqueça as clutches. Legal mesmo, pelo menos em Londres, é ter uma bolsa marrom e comprida. Se lembrar aquela de ir para a aula nos anos 50/60, é melhor ainda.

Sei que já usei essa foto, mas a bolsa está tão legal. As correntes na alça e as franjas são o diferencial.

Um pouco mais escura e com franjas

Bem estilo "tô indo pra aula de administração doméstica"

Essa proxima não é apenas a minha bolsa preferida, mas gostei de  tudo o que a garota ta usando. Ponto alto é a meia para fora da bota. É a primeira vez que olho para uma coisa o tipo e acho bonito e usável.

Bolsa grandona, para carregarmos a vida

Listras!

28/07/2010 § 1 comentário

Outra coisa que vi muito em Londres foram listras. As que mais chamavam a atenção eram aquelas bem navy, brancas e azuis. Se tivesse algum detalhe em dourado, melhor ainda.

Essa garota investiu na jegging e no mocassim para combinar com as suas listras. Como toda regra tem uma exceção, note que ela está com uma blusa curtinha apesar da jegging. Mesmo assim, não ficou vulgar, né?

Navy: destaque para os botões dourados.

Bolsa incrível, tênis confortável e lenço acompanharam a blusa navy dessa vez:

Os botões são a parte mais bonita

Gosto dos acessórios marrons.

A proxima menina escolheu o vermelho e não o azul, mas também acertou.

Batons das palettes Chanel

28/07/2010 § 1 comentário

Senti a necessidade de escrever sobre isso depois que li um dos últimos posts da Camila Coutinho no Garotas Estúpidas.

Eu ganhei uma palette Chanel – daquelas que vêm com batom, blush e sombra – quando o meu pai voltou de um trabalho em Washington, DC, no ano passado. (Pai que é pai sabe presentear a filha, não é mesmo?) Até agora, eu só usei os quatro batons e as quatro sombras.

A palette fechadinha, pra ninguém achar que é enrolação.

E a minha experiência foi a mesma da Camila. As sombras são ótimas, super recomendo. O blush, eu nunca usei. Agora os batons são outra história.

Os dois retângulos do meio e os quadradinhos inferiores são os batons.

Dá para ver que eu usei bastante os batons. Talvez desse para ver melhor se eu não tivesse usado a câmera do iPhone, mas enfim. Nenhum deles têm uma cobertura satisfatória, nem realmente dão cor aos lábios. Parecem daquelas palettes de brinquedo, que a gente ganhava em festa junina.

Podem me matar, mas eu sou uma moça que acredita um pouco na força de uma marca. E, como todas sabemos que a maioria dos batons da Chanel são uma coisa linda de viver, eu prefiro acreditar que essas características dos batons das palettes são propositais. Todos devem ser feitos para darem esse aspecto de lipbalm levemente colorido.

O que vocês acham?

Para a gente usar mais: meia calça marrom

27/07/2010 § 1 comentário

A meia calça preta é nossa velha conhecida, mas olha como uma meia marrom opaca pode chamar muito mais atenção:

A meia marrom ficou linda com a bolsa verde e o cabelo ruivo!

Foscos/Matte da Mohda Esmaltes

26/07/2010 § 3 Comentários

Lutando bravamente contra as manicures que insistem em finalizar nossas unhas com um topcoat de extra-brilho, as marcas de esmalte continuam lançando linhas com acabamento fosco/matte. 

Que eu conheça, temos a coleção Pop4You, da Risqué… Elaborada em parceria com o Reinaldo Lourenço (é claro), ela foi usada no desfile dele na SPFW. São oito cores no total, e só quatro delas são foscas. 

Twiggy (salmão), Pop (pink mais claro), Cigarrette (azul claro) e Tubinho (cinza) são foscos.

A Impala, que fez o maior sucesso com os Matte Fluors, também tem os seus foscos de inverno: a coleção Matte Luxo. Li muitas reclamações sobre esses esmaltes na blogosfera. Não sobre as cores, que são maravilhosas, mas sobre a consistência. 

Aparentemente, alguns deles são difíceis de aplicar. Ficam manchadinhos, mesmo passando direto na unha ou por cima de alguma base fosca. Eu mesma, tive sérias dificuldades com o único que eu comprei: o Ameixa Doce. 

Dei azar: li que o que eu comprei é o mais temperamental de todos.

Por isso que eu fiquei impressionada com a coleção fosca da Mohda Esmaltes, uma marca paulistana nova (tem dois anos). Recebi todas as 7 cores a base na redação, e foi facílimo aplicar. E as cores são muito bonitas também. 

Sou uma super fotógrafa: todas as cores em cima do release da coleção.

 As cores não são tão lindas quanto as da Risqué e da Impala (que são mais diferentes), mas são bem bonitas também. Principalmente a Vinho Quente (segunda da esquerda para a direita), que foi a minha escolhida para a semana e é parecidíssima com a Vermelho Veludo, da Impala.

Ao vivo, a vibe é bem "vermelho sangue", meio escuro. Lindo!

Mas (sempre tem um mas), mesmo tendo pintado no sábado, na segunda-feira eu já estava me coçando para passar uma base matte por cima. Ou seja, o acabamento não dura muito. Não se admira que seja mais fácil de passar.

Porém, acreditem, vale a pena. Como a marca é nova, é um pouquinho mais barata, e a cobertura é realmente excelente. Tenho alguns não-foscos deles também, e são tão bons quanto.

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para julho, 2010 em Hot like Mexico.

%d blogueiros gostam disto: