Influencers

30/10/2010 § Deixe um comentário

Vi no Cajon DeSastre um documentário que promete ser muito bom, o “Influencers –  How trends and creativity become contagious”.  A idéia dele é mostrar o que é um “influenciador”, o que o faz ser assim e como as tendências se espalham hoje. As áreas abordadas são moda, música e entretenimento.

O documentário foca em Nova York, como o que acontece lá influencia outros lugares e o que está acontecendo de mais pop por lá. São entrevistas com quem entende – CEO de agências, novos estilistas, CEO de grandes marcas – mas sem pesquisas tradicionais.

O documentário ainda não estreiou, mas tem uma campanha legal. Criaram uma página no facebook, colocaram o trailer na internet e criaram estas artes bonitas para espalhar por aí.

Assista o trailer!

 

 

 

Anúncios

Truque do cardigã descolado

29/10/2010 § 2 Comentários

Há algum tempo, eu mandei essa foto para um amigo se inspirar na hora de se vestir e ele me disse que jamais usaria um cardigã, porque é roupa de avô.

Oi, quer namorar comigo?

Eis que a GQ (a com o Glee na capa) ouviu esse argumento – que imagino que seja compartilhado por muitos homens – e explicou como deixar seu “casaquinho de velho” mais despojado:

Digitalizei da revista

“Um cardigã pode ser ‘Mister Rogers’ ou muito legal. É tudo questão de comprimento: você tem que usar um pouco mais curto, para que ele fique bem na cintura [Na verdade, é ali onde termina a sua cintura e começa o quadril – a altura do cós da calça, igual ao mocinho da foto]. E sempre deixe o primeiro botão e o último ou os dois últimos abertos”. Entenderam? Casualmente bagunçado, tipo: “Esqueci de abotoar, porque sou muito legal e jovem e minha vida é corrida”.

Pronto, aí está a roupa que você vai usar para sair no feriado.

por Ana Luiza Ribeiro

Coleção de jóias rycas da Dior

28/10/2010 § Deixe um comentário

A maioria não dá pra usar, seja pelo tamanho, pelo preço, ou pelo risco à integridade física do seu pescoço. Mas é legal de ver. E as meninas sempre podem arranjar amantes rycos que gostem de dar presentes.

Bracelete My Dior

Colar Mise en Dior

Maxicolar Diorose

Diorose em versão mais leve

Maxicolar Devore Dior

Colar "Chri-Chri"

Por Fernando Gonzalez

Batom azul que funciona

28/10/2010 § Deixe um comentário

Eu curti .

por Ana Luiza Ribeiro
Foto: Glamour Paraguaio

Dois jeitos de usar sombra beringela

25/10/2010 § Deixe um comentário

Com moderação:

Esfumada no canto externo, com uma iluminadora no interno e embaixo das sobrancelhas, muito lápis preto e cílios postiços

E sem moderação:

Taylor Momsen, você me dá medo. De verdade.

por Ana Luiza Ribeiro

 

Pode parar por aí

21/10/2010 § Deixe um comentário

Capa da GQ de novembro: Dianna Agron, Cory Monteith e Lea Michele

Sim, a primeira vez que vi a capa de novembro da GQ eu também entrei em choque. Mas não pelos motivos que estão sendo divulgados na blogosfera.

Vamos começar sendo realistas:

1. Em Glee, duas cheerleaders se pegam simplesmente pela vontade de se pegar. Não é que elas sejam lésbicas e apaixonadas uma pela outra. Entre Brittany (Heather Morris) e Santana (Naya Rivera), só pegações e sexo casual. Bem High School Musical, super apropriado para os seus filhos de 8 anos. #NOT

2. Cory Monteith (Finn) tem 28 anos, Dianna Agron (Quinn) e Lea Michele (Rachel) têm 24.

3. O fotógrafo foi o Terry Richardson.

4. É a GQ, não a TodaTeen.

5. Ninguém briga com o Zac Efron quando ele sai de tanquinho para fora, todo pimpão, na capa da Rolling Stone. Tá, ele não saiu chupando pirulito de perna aberta, mas…

Qual é, mundo? “Incita pedofilia”? De verdade, gente? Não é a Willow Smith que está de calcinha.

E se por um lado a Lea Michele está se achando a última bolachinha do pacote agora que “descobriu que pode, sim, ser bonita”, a pobre Dianna praticamente só mostra a barriga e as pernas. E Cory está o tempo todo inteiramente vestido, como o bom moço que é.

É cultura pop, gente! É capa de revista! Leave those kids alone!

Agora, se o assunto for a Lea Michele chupando pirulito, de calcinha branca, de perna aberta, fazendo carão, podemos concordar. Alguém ensina essa menina a ter classe? Explica que existem duas outras pessoas no ensaio, e que só ela está com cara de Playboy?

Classe é para poucas, não é?

Essas caras têm lugar e hora apropriados, Lea! Entre quatro paredes, com aquele seu namorado que sempre desaponta por não ser o Cory.

E Dianna, querida, não precisa pedir desculpas… Você está linda, sexy, loira, tudo de bom… E tudo isso sem fazer cara de Bruna Surfistinha!

Poderosa.

Quer ser nossa amiga? Almoçar com a gente? Fazer as unhas? Me liga! Meu número é +55 11 83…

Marc

21/10/2010 § 1 comentário

Sempre a procura de novos amigos, minha maior meta na vida, é tomar uma cerveja com o Marc Jacobs. Ok, pode ser um cosmopolitan ou um apple martini.

“Eu gosto de pensar que as roupas tem vida depois que o show acaba. E isso é importante, porque tudo o que fazemos é um tipo de fantasia, mesmo quando parece prático, ainda é uma realidade exagerada. Eu gosto do fator credibilidade nas roupas, eu gosto de pensar que uma pessoa que eu conheço ou alguém que eu não conheço, mas que tem senso de estilo, pode andar nas ruas com algum daqueles looks. ”

“Eu adoro quando eu vejo estranhos usando minhas roupas, porque existe tanta opção por aí e ter alguém escolhendo o seu trabalho no lugar de qualquer outro é uma grande coisa”

Marc Jacobs, Fashion Now 2

 

Sem ter o rei na barriga como vemos com algumas estrelas do mundo fashion, estou apaixonada. Sabe aquela história de que quando você ama o que faz, você dá o seu melhor? Não dá para imaginar outra coisa sem ser que todo esse cuidado e carinho vira um super resultado.

 

 

 

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para outubro, 2010 em Hot like Mexico.

%d blogueiros gostam disto: